Canadá e México avaliam propostas para o NAFTA e buscam alternativas na América do Sul

9 April 2018

Com o objetivo de avaliar a situação da renegociação do Tratado de Livre Comércio da América do Norte (NAFTA, sigla em inglês), a ministra de Assuntos Globais do Canadá, Chrystia Freeland, e o secretário de Economia do México, Ildefonso Guajardo, reuniram-se em 30 de março, em Toronto (Canadá). O encontro buscou dar continuidade às conversas realizadas dias antes por telefone entre o presidente do México, Enrique Peña Nieto, e o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau.

 

Os ministros debateram diferentes temas considerados delicados no âmbito das negociações. Entre eles, destaca-se a nova proposta feita pelos Estados Unidos para o setor automotivo, que inclui a definição de um piso salarial de US$ 15 por hora de trabalho. Segundo fontes próximas à negociação, o objetivo da proposta é trasladar parte da produção para plantas produtoras nos Estados Unidos ou no Canadá. O governo estadunidense também propõe um incremento do nível mínimo de conteúdo automotivo para a região do NAFTA: dos atuais 62,5% para 85%.

 

Diante das incertezas que caracterizam a renegociação do NAFTA, tanto Canadá quanto México buscam aprofundar suas relações comerciais com os mercados sul-americanos. De um lado, destaca-se a realização, de 20 a 23 de março, da primeira rodada de negociações com o Mercado Comum do Sul (Mercosul), em Toronto (Canadá). Segundo comunicado de imprensa emitido pelo Ministério das Relações Exteriores do Paraguai, as delegações de negociadores e os grupos técnicos abordaram temas como acesso a mercados de bens, comércio de serviços, compras governamentais e comércio inclusivo.

 

Por sua vez, o México está concluindo negociações com o Brasil para a ampliação do Acordo de Complementação Econômica No. 53 (ACE 53) a partir dos resultados alcançados na 9ª rodada de negociações. A modernização do ACE 53 é atualmente um dos temas bilaterais mais importantes para o governo mexicano, uma vez que representa a entrada do México em um dos maiores mercados da América do Sul. Caso não haja um acordo final nos próximos meses, existe o risco de um adiamento indefinido para a liberalização do comércio de bens entre os dois países.

 

Reportagem ICTSD

 

Fontes consultadas:

 

El Economista. México y Brasil perfilan cierre de negociación. (02/04/2018). Acesso em: 02/04/2018.

 

Ministerio de Relações Exteriores del Paraguay. El Mercosur y Canadá dieron inicio a la primera ronda de negociaciones para un Acuerdo de Libre Comercio. (20/03/2018). Acesso em: 02/04/2018.

 

Reuters. EEUU explora incluir el factor salarial en reglas de sector automotriz TLCAN: fuentes. (30/03/2018). Acesso em: 02/04/2018.

9 April 2018
Durante a 10ª reunião do Comitê Conjunto de Economia e Comércio Reino Unido-Brasil (JETCO, sigla em inglês), ministros de Comércio Exterior dos dois países buscaram aprofundar as relações em matéria...
Share: 
11 April 2018
O governo da China apresentou à Organização Mundial do Comércio (OMC) um pedido de consulta aos Estados Unidos pela imposição de tarifas sobre uma lista de produtos importados chineses. No documento...
Share: