Mercosul prepara aceleração de negociações com Canadá e retoma diálogo com China

30 October 2018

Os ministros das Relações Exteriores de Canadá e Brasil, Chrystia Freeland e Aloysio Nunes, reuniram-se em 23 de outubro, em Ottawa (Canadá), com o objetivo de aprofundar a agenda bilateral em temas como mobilidade, igualdade de gênero, meio ambiente e ciência e tecnologia. Durante o III Diálogo de Parceria Estratégica, a ministra Freeland reiterou o compromisso do governo canadense para acelerar as negociações com vistas a um acordo de livre comércio abrangente e inclusivo entre o Canadá e os países do Mercado Comum do Sul (Mercosul).

 

Nessa ocasião, Freeland também destacou a importância da colaboração entre Brasil e Canadá para a correta implementação do Acordo de Paris. Ainda, chamou atenção para a relevância da liderança desempenhada pelos dois países nas áreas ambiental e climática no contexto de aproximação da 24ª Conferência das Partes (COP 24, sigla em inglês) da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC, sigla em inglês), programada para dezembro em Katowice (Polônia). Por fim, Freeland reforçou o interesse em dar continuidade à expansão e ao aprofundamento da cooperação política, econômica e social entre Canadá e Brasil.

 

Em um trilho paralelo, a China e os membros do Mercosul anunciaram a reativação do diálogo institucional, com a expectativa de concluir um tratado de livre comércio (ver Boletim de Notícias Pontes). Após 14 anos de suspensão, a retomada das negociações foi anunciada em 16 de outubro, durante o VI Encontro do Diálogo Mercosul-China. Realizado em Montevidéu, o encontro contou com a participação do ministro das Relações Exteriores da China, Qin Gang; o vice-chanceler do Uruguai, Ariel Bergamino; o subsecretário de Estratégia Comercial e Promoção Econômica da Argentina, Javier Arana; o subsecretário geral de Assuntos Econômicos e Financeiros do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, Ronaldo Costa; e o vice-ministro de Relações Econômicas e Integração da Chancelaria do Paraguai, Juan Ángel Delgadillo.

 

Durante o encontro, os representantes da China e dos países que integram o Mercosul trocaram informações sobre a situação econômica das partes, avaliaram o fluxo bilateral de investimentos, bens e serviços e reiteraram o compromisso mútuo com a integração regional. No que toca à Organização Mundial do Comércio (OMC), destacaram seu compromisso com o fortalecimento do multilateralismo e com o ideal de um comércio internacional “aberto, inclusivo, transparente, não discriminatório e baseado em regras de consenso global”. As negociações serão aprofundadas no próximo Diálogo Mercosul-China, programado para 2019.

 

Reportagem ICTSD

 

Fontes consultadas:

 

Color ABC. Mercosur retoma diálogo con China. (23/10/2018). Acesso em: 24/10/2018.

 

Global Affairs Canada. Canada and Brazil conclude third Strategic Partnership Dialogue. (23/10/2018). Acesso em: 24/10/2018.

25 October 2018
O governo do Brasil apresentou à Organização Mundial do Comércio (OMC) um pedido de consultas formais à China pela imposição de tarifas adicionais de importação sobre o açúcar brasileiro. Desde que a...
Share: 
1 November 2018
Jair Bolsonaro foi eleito o novo presidente do Brasil, em resultado divulgado em 28 de outubro de 2018. O candidato pelo Partido Social Liberal (PSL) recebeu 55,13% dos votos totais, vencendo...
Share: